Destaque

O que é trabalhar com diagramação? (versão 2.0)

3 Profissionais necessários para publicar seu livro

Capa composta com imagem contendo várias páginas de livros, uma área com formas geométricas e o título da publicação.

Introdução

Para quem não sabe: eu, Nivia, trabalho no ramo editorial desde 2014 – inclusive eu explico melhor a minha atividade nesse texto sobre diagramação. E também comento um pouco sobre a revisão neste outro texto.

Eu gosto de explicar sobre a área editorial, pois já encontrei pessoas querendo publicar seu livro, mas sem conhecer o processo editorial. Além disso, acho importante desmistificar a área, justamente para evitar falas como: “só escrever e tá pronto” ou “é só revisar e tá pronto”. Cada material passa por um tratamento antes de chegar ao leitor (isso é independente do tema, seja da área jurídica ou didático).

Neste texto, eu quero explicar quais são os profissionais básicos para fazer um livro: editor de texto – revisor – diagramador. Vale ressaltar que falarei a partir da minha experiência profissional - cada editora pode trabalhar por um processo um tanto diferente. Inclusive no final do texto, deixei alguns vídeos sobre o tema produzidos pela Editora Seguinte. Assim quero ampliar a visão sobre a produção editorial.

Editor

O Editor é o primeiro a ler o material, pois é ele quem recebe. Tanto que ele constrói uma relação próxima com o autor do material, seja para sanar pequenas dúvidas ou para orientá-lo. Além disso, o editor analisa todo o material. Veja alguns exemplos:

  •  Analise se cabe no texto algum recurso visual - para ilustrar melhor o que está sendo dito, por exemplo. Também vale o inverso: quando o autor coloca muita imagem que não agrega ao conteúdo;
  • A linguagem condiz com o conteúdo (por exemplo: se o autor usa uma escrita muito rebuscada – é o editor que irá adequar);
  •  Se for um livro acadêmico, por exemplo, o editor verifica se falta alguma referência.

Em alguns casos ainda existe o analista de conteúdo. O analista de conteúdo é parecido com o editor – no sentido me mexer na estrutura do texto. A grande diferença entre o editor de texto e o analista de conteúdo é: enquanto o editor de texto vê a construção geral, o analista verifica as informações. Por exemplo:  suponha que o material seja de matemática – o analista de conteúdo irá verificar todos os cálculos do material. Ou então, se for um material da área de história, ele verifica se os contextos das informações dadas são coerentes. Isso é muito comum no desenvolvimento de material didático.

Revisor

O revisor também cuida do texto. Mas a diferença do editor que mexe na estrutura do conteúdo, o revisor se atenta ao português mesmo. Veja alguns exemplos:

  • Troca por palavras mais próximas ao sentido desejado (por exemplo: este - esse/ dessa forma - dessa maneira);
  • Cuida do padrão editorial (se quiser entender o que é padrão editorial, comenta pra mim);
  •  Cuida para o material estar de acordo com a gramática. 

Infelizmente, eu não entendo tanto sobre revisão. Caso uma visão mais profunda - eu indico o site “Revisão pra quê?” da Carolina Machado (veja esse link).

Diagramador

Bom, eu tenho duas formas de explicar o que eu faço - primeiro é a “versão twitter”: deixar o livro com cara de livro. A segunda forma (e a mais completa) é: eu cuido de todo aspecto visual do material de acordo com o processo gráfico. Veja alguns exemplos:

  • Distribui todo o conteúdo entre as páginas; 
  • Refaço gráficos e tabelas para estar no padrão visual adotado;
  • Aplico as correções no material (coisa que sempre tem); 
  •  Trato e insiro as imagens.

Além disso, ainda posso construir a capa do material e também o projeto gráfico do mesmo (também, se quiser saber mais sobre esses assuntos – deixa um comentário!)




Imagem da capa: Free-Photos por Pixabay 

Comentários