Novidades:
Procurando...

Visão feminina & Design


São 21h23 do dia 7. Amanhã é dia 8 de março.

E não vou mentir, ao meu ver esse é um dos textos mais complicados para ser escrito neste mês. Eu sei que durante todo o dia 8 a população será carregada de informações e análises sobre o que é ser mulher no século 21. Alguns deles analisarão a situação das mulheres com foco nas áreas econômica, social ou jurídica. Outros farão suas análises com base em assuntos mais complicados, como assédio, feminicídio, aborto etc. Em outras palavras, como produtora de conteúdo é difícil acertar qual o tom do texto.

Eu poderia relatar alguma história de alguma pessoa inspiradora (seja do passado ou do presente)? Sim. Ou ainda poderia mostrar algum projeto igualmente bom e relevante (como já foi feito ao longo desses cinco anos de publicações)? Sim. Contudo, decidi expor a melhor voz possível: a minha.

Sim, apesar desse blog ter um público pequeno, percebo a importância de manter esse espaço construído ao longo desses cinco anos e administrado por uma mulher. Nele não expomos apenas a importância do design no dia a dia para aqueles que desejam saber mais dessa área, mas também o questionamos em certos aspectos. Posso até estar enganada, mas creio que pelo fato de ter uma mulher escrevendo, consigo expor pontos interessante – por exemplo, pequenos trabalhos. Sejam aqueles que são poucos divulgados (como o projeto autoral do livro Vida Secas) ou aqueles presentes na academia (por exemplo, a entrevista com Stéphanie Meireles, autora de um projeto com foco em saúde animal). Nada contra Ellen Lupton ou a Elaine Ramos, pelo contrário, elas permanecem grandes referências, mas creio o que bons projetos muitas vezes se perdem em meio ao esquecimento ou pela falta de divulgação.

Nessas horas bate a dúvida: será que por eu ser mulher e ter uma bagagem eu consigo ver o valor desses projetos? Admito que para essa pergunta, ainda não sei a resposta. O que eu sei é que nessa noite do dia 7, prefiro adotar o lema de Leandra Leal: "se eu tenho algum lugar ao sol, que eu abra o caminho com as outras pessoas".


Revisado por: Jéssica Gusso.

0 comentários:

Postar um comentário