Novidades:
Procurando...

O que aprendi nesses 5 anos na frente do blog?



Esse é um estilo de texto que só fui conhecer depois de já ter o espaço aqui, por isso não vão encontrar o aconteceu nos anos anteriores. De qualquer modo, isso não invalida esse texto.
O Fato é que esse blog já tem seus cinco anos (sim, completa nesse mês de janeiro). E o que mais dá orgulho de perceber o quanto cresci ao longo desses anos. Pois no seu princípio, eu não tinha muito objetivo com o blog – eu queria narrar o desenvolvimento do meu TCC (o que posso dizer, não deu certo. Narrar um projeto final de curso é muito complicado). E quando finalmente formada, veio a dúvida: o que fazer com o blog?

Da dúvida, surgiu a oportunidade.


composição das três marcas já utilizadas. A primeira um composição tipografica com três cores, a do meio um hexagono com o fonte. E a última marca a mais atual.
Da esquerda para a direita: primeira marca do blog, em 2013. A marca do meio foi projetada em 2014, e a última marca é a última, utilizada até hoje.
Descobrir como expor essa área da minha maneira. Ok, esse é uma linha editorial bem demarcada – mas não vou mentir. Por exemplo, eu nunca falei de projeto de carro (e nem ouso abordar sobre...). Ou seja, tudo que foi redigido aqui revela o que eu e Rennan aprendemos nesse processo de curadoria (o que não foi pouco, diga-se de passagem).

Foto de uma mesa redonda intitulada "O jovem e o futuro do entreterimento" no Festival You Pix.
Festival You Pix – 2013 (RJ). Nosso primeiro evento com foco em comunicação e internet. (Fotografia: Rennan Mendes)

Além disso, na parte de bastidores, o processo foi intenso: “como projetar esse espaço virtual?”; “qual a identidade visual?”; “qual a linguagem usar ao longo da escrita?”. Ou então desenvolver disciplina e planejamento foi algo que o blog também exigiu de mim. Ok, nada disso está certo e intocável, eu sei que muita coisa pode/vai mudar de acordo com a necessidade do momento.

Uma das oportunidades que tive no blog, compartilhar o Oficina e a entrevista com o Tarso Moura sobre tipografia.
Ou seja, ter um espaço virtual é estar disposto a mudar, é estar em busca de novos assuntos – tudo isso sob olhos de outras pessoas. Podia fazer mais coisa? Talvez. Mas isso não diminui o orgulho que sinto a cada ano que esse blog completa.

0 comentários:

Postar um comentário