Novidades:
Procurando...

Quando o design dá errado



Capa do texto

A história é o seguinte: minha irmã comprou uma estante nova pela internet. A peça era simples em sua construção – até ai nenhum segredo.

Imagem da estante - ela possui duas prateleiras e uma gaveta grande na parte de baixo.

O problema teve início na parte da entrega, pois demorou três meses para chegar em casa. E continuou com a parte da montagem, pois demoraram quase sete horas para montar uma estante, devido a um manual que explicava tudo pela metade. Foram necessários três pessoas para montar a peça e também descobrir que cada parte tinha um encaixe especifico, informação esta que não constava no manual (estava bem longe dos manuais da IKEA, posso garantir). 

Exemplo de manual da IKEA com a explicação de instalação de dobradiças.
Muitos iriam pensar que o problema está no cliente, mas como diz Norman em seu livro “design do dia-a-dia”:

Quando você tem dificuldade com uma coisa qualquer – que seja descobrir se deve puxar ou empurrar uma porta ou os caprichos arbitrários do computador e da indústria eletrônica –, não é sua culpa. Não ponha a culpa em si mesmo, ponha a culpa no designer. A falha é da tecnologia ou, mais precisamente, do design.

Nesses momentos que é possível perceber a falta de um bom design chegando ao ponto de proporcionar uma má experiência. Pois como não se sentir frustrando em esperar por três meses o seu produto e depois mais sete horas para tê-lo em pleno funcionamento? E depois ainda dizem que a culpa é do usuário. Sério mesmo?

P.S.: Caso não conheça, a IKEA é uma rede varejista sueca com um grande catalogo mobiliário. E seu principal destaque é: ter soluções acessíveis para viver melhor, produzir com qualidade e num preço acessível.

0 comentários:

Postar um comentário