Novidades:
Procurando...

A riqueza da literatura infatil

Capa do texto "A riqueza da literatura infantil"
No dia 18/04 é o aniversário de Monteiro Lobato e também o Dia do livro infantil. Nada mais justo para um dos grandes nomes da literatura infantil.
Contudo, a literatura infantil não é só importante para a aprendizagem dos pequenos, como também proporcional peça gráfica bem interessante (até desafiador dependendo do caso). 
Digo isso, porque dentre os dos materiais editoriais, são poucos os que permitem uma exploração de recursos visuais - no sentido de ir além da fotografia. Numa comparação rápida:
Com recursos textuais há:
  • Literatura destinado ao público adulto
  • Manual
  • Ensino
  • Acadêmico
Agora com recursos visuais mais explorados
  • Literatura infantil
  • História em quadrinho.
Antes de tudo, eu quero deixar claro que não considero literatura infantil ou história em quadrinho algo de menor valor ou menor qualidade. Muito pelo contrário - por usar o recurso visual e contar uma história são materiais que deveriam ser mais valorizados. Tanto que no período do qual realizei meu TCC, acabei conhecendo alguns bons títulos - e é isso que trago hoje. Bons títulos que não só ajudam no desenvolvimento de novos leitores, como também mostram recursos gráficos interessantes:

Ninoca:
Esse é um livro foi feito por Lucy Cousins (autora e ilustradora). Não é uma coleção, mas são vários livros que envolve uma ratinha chamada Ninoca - ela faz aniversário, vai na fazenda até anda de carro. Tanto a tipografia quando a lustração é simples: cor saturada e chapada /as letras parecem que são escritas sem um padrão. Também é interessante o fato de ser um material com movimento (pop-up).
Livro da Ninoca aberto em duas páginas. A Esqueda com o texto "Ninoca brinca no cavalinho de balanço', na direita aparece a personagem: uma ratinha de calça verde listrada e blusa vermelha brincando num cavalo. 

Foto do livro Ninoca onde pode-se ver com mais detalhes os recursos de papel que geram a visão tridimencional.


Chapeuzinho Amarelo:
Não sei dizer se esse é um clássico infantil (pelo menos no tempo de escola nem sabia de sua existência). O livro escrito por Chico Buarque e ilustrado por Ziraldo mostra como temos pérolas no Brasil. Além dos versos lindos que Chico Buarque nos proporciona, Ziraldo mostra um pouco do seu talento. Para mim a melhor página é quando o lobo se transforma em bolo - num trabalho lindo entre positivo/negativo.
Infelizmente, não encontrei esse material com boas imagens. Por isso deixo esse vídeo narrado para mostrar melhor o conteúdo.


Onda:
Esse livro foi ilustrado por Suzy Lee. E ele é uma graça, pois é ilustrado por aquarela e mostra o contato de uma menina com o mar. Além de ser um bom exemplo como contar uma história sem o uso de recurso textual também é fácil de reconhecer a situação da personagem. É bem aquela fase que a criança é apresentada ao mar.
Obs.: Infelizmente por essa obra ser da editora Cosac Naify - não é possível encontrar em livrarias.

foto do livro Onda. Menina caminhando em direção da onda.
(Fotografia: Ciranda materna)

Foto do livro Onda. aparece a menina fugindo da onda grande
(fotografia: Las Punta)

Caso queria comprar alguns desses livros:
Clique aqui para comprar o livro da Ninoca
Clique aqui para comprar o livro Chapeuzinho Amarelo

0 comentários:

Postar um comentário