Novidades:
Procurando...

Design na Era Pós-digital



A ideia de estudar a interação é pensar no pós-digital.
Com essas frase começamos a redefinir alguns conceitos do design atual. Pois, o que é interação? ou mesmo, o que é pós-digital?

Para nós que vivemos dá/com internet, segundo alguns autores, somos fruto dessa digitalização. E pensar em design de interação é pensar na experiência do usuário de forma direta, com mais informação imediata, falta de foco e conteúdo inadequado, e pra isso solucionar esses problemas. Vivemos numa era que o digital se mescla com o real e tudo passa a fazer parte de um mesmo ambiente "virtual", local esse de experimentações e interações. Criar reações para que as pessoas se conectem a essas mensagens, é um trabalho onde o designer se envolve com algoritmos e tendências comportamentais.

Portanto, temos que pensar na experiência da busca das pessoas através da imersão digital no cotidiano - e as marcas vão explorar isso de forma interativa na vida das pessoas - é algum com que os designer de interação estão focados a descobrir. Em março de 2016, fomos na Semana Design ESDI e ouvimos sobre design de interação e que ainda falta um "suporte" adequado para que a realidade se juntasse com o virtual para que a interação ocorresse, segundo os palestrantes, a realidade aumentada era a nova ideia de interação com a realidade. Leia mais aqui Design de Interação #1 e Design de Interação #2.

 Foi dito na época, que trazendo a realidade aumentada para o cotidiano teríamos a experiencia pós-digital de interação. E foram sitados exemplos: Avegant Glyph, óculos de realidade virtual que pode ser ligado a qualquer dispositivo móvel e televisores, ou mesmo, Beacons que são pequenos dispositivos de localização via bluetooth, que podem localizar seu celular e ligar ele a um produto numa gondola de supermercado. Pensando nisso podemos também falar sobre o Wifi Tracking, automatizando as interações das pessoas com o ambiente e os objetos, como por exemplo em um aeroporto que avisa os passageiros de forma personalizada.

Pouco tempo depois, em julho de 2016, foi lançado Pokémon GO, com a realidade aumentada, que por mais simples que seja a experiência, trouxe o digital para o real e engajou as pessoas a interagirem.

0 comentários:

Postar um comentário