Novidades:
Procurando...

Os Sonhos de Dalí


        Seu primeiro contato com a obra de Jean-François Millet, foi na escola primaria, quando o jovem Salvador Dalí se deparou com uma reprodução exposta nas paredes do colégio. Ele ainda nem era nascido quando o pintor francês criou seu famoso quadro “O Ângelus”.

O quadro de Millet se tornaria ao longo do tempo uma obsessão de Salvador Dalí. Que produziu uma série de pinturas e ensaios baseados nessa única imagem, sempre em busca de referências e enigmas.

O mais incrível que agora será possível fazer uma imersão nesse louco sonho de Salvador Dalí, através da experiência em realidade virtual oferecida pelo Museu. Criada pela agência Goodby Silverstein & Partners, a iniciativa se utiliza do Oculus Rift para permitir que o espectador se mova dentro dos quadros, como um jogo interativo, explorando os elementos e enxergando até mesmo o que está fora de perspectiva na pintura.

Obs: “Dreams of Dali” começa no dia 23 de janeiro no The Dali Museum, e vai até 12 de junho. Porém, quem tiver um Oculus Rift em casa – o que também não é pra todo mundo – não precisa ir até a Flórida, já que a experiência será disponibilizada no site dreamsofdali.org


"O que interessa aqui é que em uma de suas fantasias sobre “O Ângelus”, o artista espanhol reinterpretou a cena, colocando o casal como ruínas antigas em uma paisagem noturna. Dois pares de figuras observam, ambas mostrando Dali como uma criança acompanhada por um adulto – a figura que aponta é seu pai, é que está sentada é sua babá.Conta a história que, de tanto Dalí insistir, o Museu do Louvre submeteu a tela ao raio-x e descobriu um pequeno caixão entre as camadas. Seria a prova de que um funeral era mesmo a ideia original de Millet, mas que acabou substituindo-o por um cesto de batatas." (por Carlos Merigo, B9)




Intitulado “Reminiscência Arqueológica do Ângelus de Millet”, o quadro foi pintado em 1933 e atualmente faz parte da coleção do The Dali Museum, na cidade de St. Petersburg, na Flórida.