Novidades:
Procurando...

Lei da criaitividade

      




       Uma das grande noticia desta quinta-feira na internet é sobre o Canal Nostalgia. Para quem não conhece ou não acompanha o You Tube a situação é o seguinte: desde o final do ano passado muitos produtores de conteúdo estavam com problemas em relação as leis de direito autoral, isso devido à mudanças nas regras do site You Tube. E hoje se teve noticia do primeiro canal grande a sofrer a consequência, ou seja, a ser fechado e todo conteúdo produzido a ser perdido. E eu como designer/ produtora de conteúdo fiquei muito pensativa, porque: como designer também tenho a preocupação de ter a minha criação roubada, mas como produtora de conteúdo  sei  como  é complicado querer abordar assuntos que sejam relacionados a criação de outras pessoas e ter que "pedir permissão" ainda mais em um tempo em que a informação simplesmente flui.

       Ok, eu sei que existe Creative Commons e isso ajuda muito! A questão aqui, meus caros leitores, é ver estes momentos que parece que estamos andando para trás, pois hoje se vê muito material sendo criado e divulgado na internet. E  dando crédito para quem fez, ou em outros casos, pagando a permissão para usar. Por exemplo: se eu tivesse condições de pagar, já teria comprado muitas fontes no My Fonts.

      Não vejo mal nenhum cobrar para colocar  o nome do autor ou pedir valor em dinheiro. Afinal alguém fez aquilo e ninguém quer se sentir lesado. Agora o que não entendo é este excesso de proteção por criações que já estão misturado com a cultura, por exemplo: muitas pessoas cresceram vendo Pokémon outras até jogaram em seus Gameboys e agora a Nintendo diz que não podemos usar as imagens que fizeram parte de nossas infâncias? Imagina então com Super Homem que existe desde da década de 40.

       Eu sei que a lei do CopyRight tem valor internacional, mas é complicado quando a questão envolve países diferentes (que é o caso do canal Nostalgia). Porque é um produtor de conteúdo lidando com a lei internacional e dos Estados Unidos (já que o You Tube tem a central lá). Logo que se vê são de pessoas criativas lidando com regras que não fazem parte da sua cultura, por que alguma empresa se sentiu lesada por seu conteúdo ser usado sem sua aprovação. Para o período que a informação e a criatividade estão sendo valorizados, ver ações como esta é como voltar para a Idade Média.

  Para saber mais:
Creative Commons - Site 
Explicação do Creative Commons em português  
Explanation of Creative Commons in English
Video do Izzy Nobre comentando do caso 
Explicação do Felipe Castanhari

0 comentários:

Postar um comentário