Novidades:
Procurando...

Turma da Mônica Laços

     



Olá, pessoal!
       Hoje depois de revê alguns dos meus quadrinhos quase que amarelados, da  Turma da Mônica. Recordei-me de uma das minhas aquisições que a tempos estava querendo mostrar pra todos. Um desses presentes que já tava ali guardado, mas me fez brilhar os olhos, tal como Magali quando via comida, e ao lê-lo com ansiedade percebi que algum de diferente pode ser dito sobre o mesmo.



      
turma-da-monica-lac3a7os-imagem-especial Aonde as fitas se misturam entrelaçando com suavidade e amarrando uma ótima história. Com muita aventura e emoção esse quadrinho apresentou a gente um outro tipo de narrativa e construção de roteiro e ilustração. (Claro que com o apoio e o SeloGraphic MSP, que reuniu os 50 melhores artistas e roteiristas da Editora Mauricio de Sousa e com o dedo do mesmo, hoje, podemos ver que rico são os quadrinistas do nosso país e como esse trabalho pode ser revigorante aos olhos do leitor).
       Com muito orgulho e com aquela sensação de nostalgia no peito as referências a turminha saltam nessa graphic novel. A estrutura bem amarradinha e sua narrativa, traz a gente de volta ao bairro do limoeiro, aonde acompanhamos a turma em uma jornada de descobertas. Com um ótimo trabalho gráfico e projetual, além, da história e a arte de Lu e Vitor Cafaggi.
       Vitor Cafaggi é formado em Design Gráfico pela UEMG, atuando profissionalmente  com diversas experiencias em ilustração e quadrinista e como exemplo desse trabalho as tirinhas dominicais, intitulada “Valente”, publicadas no jornal O Globo. Criador do blog Puny Parker onde fazia tirar relacionadas ao alter ego do Homem Aranha, hoje lança Valente por Opção, onde demonstra bem seu estilo delicado e cheio de referências a Bill Watterson, Charles Schulz e o inusitado Sonny Liew.
       Lu Cafaggi por outro lado nessa revista deu seu ar lírico atentando aos detalhes quando a turminha eram bebezinhos, como por exemplo a guarda com pequenas ilustrações e criando uma composição fotográfica, lembrando álbuns antigos e climatizando o leitor a embarcar nessa história. Com seus traços, ela nos apresenta como Cebolinha ganhou Floquinho.
lacos003_1       Enquanto isso, seu irmão desenvolveu a história com os personagens por volta dos sete anos de idade no bairro do Limoeiro. Logo de inicio traz consigo aquela clássica cena de Mônica, Cebolinha e Cascão, onde ela os persegue e tenta atingi-los com o Sansão. Nessa mesma cena fica evidente a presença de vida nesse bairro e também mostra de relance alguns dos personagens mais conhecidos da série do Tio Mauricio. Recordando essa aventura com páginas de couché fosco com boa impressão e cores suaves, de Priscilla Tramontano.
magali
———
Para saber mais:
Para comprar: 
LAÇOS

0 comentários:

Postar um comentário